Como escolher o tapete ideal para sua sala de estar

Por: Manuela Rodrigues | setembro 20, 2018

O tapete é um item essencial para quem quer dar um UP na decoração de casa. Além de deixar o ambiente mais confortável, ele pode ser o ponto chave de uma nova decoração sem ter que gastar muito. Para quem tem criança em casa ou anda muito descalço, o tapete é um alívio, já que acaba sendo uma proteção entre os pés e o chão.

Muito versáteis, os tapetes podem ser utilizados com qualquer tipo de piso, podendo ser frio ou de madeira. Mas você deve levar algumas coisas em consideração na hora de adquirir o acessório!

Tamanho da sala

Você deve levar em consideração se quer aumentar ou diminuir o ambiente. Procure um tapete que tenha tamanho confortável para espaço da sua sala.

Cores

Visualize a nova peça com as cores que você já possui na sala, para que o tapete orne com o ambiente.

Material

Não adianta comprar um tapete que não seja confortável. O material do tapete é um dos pontos mais importantes a serem considerados no momento da compra.

Uma última dica bem bacana é colocar uma fita adesiva antiderrapante embaixo do tapete. Isso faz com que ele se fixe no chão, além de mantê-lo na posição correta evitando o seu reposicionamento no dia a dia.

Separei algumas fotos abaixo que mostram como o tapete faz total diferença na decoração da sala

Tendência: verde militar na decoração

Por: Manuela Rodrigues | setembro 13, 2018

Entra moda, sai moda e o que não deixar de ser moda nunca é o verde militar. No guarda-roupa esta tonalidade é muito presente, afinal, quem não tem uma parka no armário? Mas agora o queridinho verde oliva também pode ser a cor que vai dar aquele UP na decoração da sua casa. Esta tonalidade pode ser combinada com amarelo e dourado, além de fazer par com plantas e encaixar super bem em um ambiente cheio de elementos rústicos.

Separei abaixo vários exemplos de ambientes em que o verde militar é a cor predominante ou a cor que dá um ar mais moderno. Inspire-se!

 

Que tal apostar no closet aberto?

Por: Manuela Rodrigues | setembro 6, 2018

Os guarda-roupa abertos estão super em alta e trazem muita personalidade para o ambiente. Essa nova tendência que está despontando no universo da decoração tem como principal característica a praticidade, pois te ajuda a ter uma visão do todo na hora de se vestir. Mas para que tudo funcione perfeitamente bem é necessária muita organização. Então se você for uma pessoa muito desorganizada, este modelo de closet não é para você, rs!

Já podemos encontrar no mercado alguns modelos de guarda-roupas abertos, mas você também pode optar pela velha e boa arara. Para a arara, você deve levar em consideração alguns fatores como o peso, lembrando que há um limite de peso que a arara consegue aguentar.

Outro fator importante é decidir se as roupas devem estar dobradas ou em cabides. Aqui, o primeiro passo é dividir as roupas em categorias. As roupas penduradas em cabides não ficam com marcas, ficam mais visíveis e são mais fáceis de organizar. Mas caso você tenha muuuitas roupas, vale optar por dobrar as peças que possuem um tecido que não amassa com facilidade (lembrando que queremos ter praticidade com este tipo de guarda-roupa).

Quando for pendurar as roupas, coloque na sequência: saias, calças, vestidos e por aí vai. Também é interessante seguir as paletas de cores, o que vai facilitar muito a sua vida no momento de escolher o look do dia. Caixas organizadoras são super bacanas para guardar peças que não são utilizadas durante a estação do ano que estiver.

Última dica: é ideal que os sapatos sejam organizados de forma simples no chão ou em prateleiras. Uma alternativa simples e funcional é adquirir uma estante ou prateleira só para eles, como no exemplo ao lado.

 

Decoração: conheça o estilo montessoriano

Por: Manuela Rodrigues | agosto 23, 2018

O termo não é tão comum, mas a ideia é genial. A principal premissa de um quarto montessoriano é que ele seja pensado especificamente para a criança e não para o adulto. É uma metodologia de ensino criada pela educadora italiana Maria Montessori, por volta dos anos 1907. Ela defende a criação de um ambiente voltado para o bebê, que seja um espaço rico e estimulante, onde a criança seja capaz de se expressar livremente e aprender sozinha por meio de suas próprias experiências, desenvolvendo-se de forma espontânea, criativa e saudável.

Este método prioriza a autoeducação, em que o quarto deve oferecer elementos que estimulem o desenvolvimento e autonomia, deixando a criança à vontade para explorar o espaço. É importante que os móveis e objetos estejam posicionados na altura da criança e de forma segura.

As camas devem ser substituídas por colchões no chão ou camas bem baixas, oferecendo maior liberdade aos pequenos. Os brinquedos devem estar guardados em locais abertos, para que as crianças sintam-se à vontade para pegá-los quando quiser. O espelho deve ser posicionado na parede junto ao chão, para que os pequenos possam se ver e se reconhecer (atenção! ele deve ser colado em uma placa de MDF ou madeira, preso à parede para evitar quebra). Outro elemento interessante do ambiente montessoriano é a barra afixada na parede, que tem o objetivo de auxiliar a criança a ficar em pé sozinha e andar.

Este estilo de decoração requer atenção dobrada, já que tudo no ambiente fica ao alcance da criança. Portanto, evite móveis com quinas ou objetos pontudos. Não utilize vidro, dê preferência para o acrílico. Esconda e/ou proteja as tomadas e fixe objetos na parede com fita dupla face e evite o uso de pregos.

Confira abaixo alguns exemplos de quartos no estilo montessoriano:

Descubra como usar pedras e cristais na sua casa

Por: Manuela Rodrigues | agosto 16, 2018

Já faz algum tempo que pedras e cristais estão em alta. Existe até quem seja formado no assunto, é o caso dos gemologistas (que estudam pedras preciosas). E caso você esteja precisando melhorar o clima na sua casa, fique atento a essas dicas!

Primeiro, saiba que existem centenas de opções tanto de pedras quanto de cristais. São inúmeras cores, formatos, tamanhos… e cada um possui sua propriedade e significado. Algumas podem ajudar a desenvolver o amor próprio, por exemplo, outras trazem proteção e algumas eliminam energias negativas. Que tal saber um pouco de cada pedra pra dar aquela forcinha na casa? Vou te contar qual a indicação para cada cômoda da casa.

 


Entrada da casa

A indicação é a Turmalina Negra, uma das pedras mais populares porque trabalha o equilíbrio. Ela bloqueia a negatividade de fora e traz consciência para os moradores. O ideal é que ela fique na vertical.

Banheiro

A indicação é o Enxofre, por ser uma pedra ligada à desintoxicação.

Sala de jantar

A indicação é a Sodalita que é a pedra da família, porque estimula o diálogo entre as pessoas. Tem o poder de promover a comunicação com clareza e fluidez.

Sala de estar

Aqui a indicação é a Selenita, que tem o poder de promover luz e limpeza em tudo o que está ao seu redor. É uma pedra com vibração poderosa, capaz de bloquear qualquer negatividade.

Quarto

A indicação é a Stilbita que tem a propriedade do “amor livre”. Para livrar o seu relacionamento de possessividade, ciúmes e medo.

Quarto das crianças

Aqui a indicação é a Celestita ou Celestita, que são pedras que trazem energia suave, de sabedoria e forte comunicação com os anjos.

Escritório

Para quem tem esse cantinho na casa, a indicação é a Lepidolita, uma pedra feita de mica de lítio, que são sais que ajudam no equilíbrio e na organização da cabeça. É indicada para ficar perto de computadores e da TV porque ajuda a bloquear a mente da poluição eletrônica.